CBO – Classificação Brasileira de Ocupações


CBO 5162-10 Cuidador de Idosos


A ocupação é denominada “Cuidador de Idosos” e tem como sinônimos “Acompanhante de idosos, Cuidador de pessoas idosas e dependentes, Cuidador de idosos domiciliar, Cuidador de idosos institucional, Gero-Sitter.” Sua função primária é

▪ Cuidar de idosos, a partir de objetivos estabelecidos por instituições especializadas ou responsáveis diretos, zelando pelo bem-estar, saúde, alimentação, higiene pessoal, educação, cultura, recreação e lazer da pessoa assistida.


A CBO deixa claro que essa ocupação não integra a família 3222 – Técnicos de enfermagem, minimizando quaisquer dúvidas que possam ser levantadas pelos respectivos conselhos profissionais.


As condições gerais de trabalho são as seguintes:


Identificação de CUIDADORES na Classificação Brasileira de Ocupações ( CBO):


▪ O trabalho é exercido em domicílios ou instituições cuidadoras[...] de idosos. As atividades exercidas com alguma forma de supervisão, na condição de trabalho autônomo e assalariado. Os horários de trabalho são variados: tempo integral, revezamento de turno ou períodos determinados. No caso de cuidadores indivíduos com alteração de comportamento, estão sujeitos a lidar com situações de agressividade.


As áreas de atividades e suas especificações envolvem:


A - CUIDAR DA PESSOA

▪ Observar temperatura, urina, fezes e vômitos

▪ Observar a qualidade do sono

▪ Ajudar nas terapias ocupacionais e físicas

▪ Prestar cuidados especiais a pessoas com limitações e/ou dependência física

▪ Manusear adequadamente cjai

▪ Observar alterações físicas (manchas, inchaço, ferimentos)

▪ Observar alterações de comportamento

▪ Lidar com comportamentos compulsivos

▪ Controlar guarda, horário, e ingestão de medicamentos

▪ Acompanhar o idoso em consultas e atendimentos médico hospitalar

▪ Relatar orientação médica aos responsáveis

▪ Seguir orientações de profissionais de saúde

▪ Observar sinais vitais

▪ Relatar condições de saúde aos profissionais e/ou responsáveis


B – PROMOVER O BEM-ESTAR:

▪ Ouvir a pessoa idosa, respeitando sua necessidade individual de falar

▪ Dar apoio emocional

▪ Ajudar na recuperação da autoestima, dos valores e da afetividade

▪ Promover atividades de estímulo a afetividade

▪ Estimular a independência

▪ Orientar a pessoa idosa na sua necessidade espiritual e religiosa

▪ Respeitar a pessoa em seus hábitos, gostos e valores

▪ encaminhar a pessoa à outros profissionais


C – CUIDAR DA ALIMENTAÇÃO DA PESSOA IDOSA

▪ Participar da elaboração do cardápio

▪ verificar a despensa

▪ Observar a qualidade e a validade dos alimentos

▪ Fazer as compras conforme lista e cardápio

▪ Preparar a alimentação

▪ Servir a refeição em ambientes e em porções adequadas

▪ Estimular e controlar a ingestão de líquidos e de alimentos variados

▪ Reeducar os hábitos alimentares


D – CUIDAR DA SAÚDE

▪ Observar temperatura, urina, fezes e vômitos

▪ Observar a qualidade do sono

▪ Ajudar nas terapias ocupacionais e físicas

▪ Ter cuidados especiais com deficiências e dependências físicas

▪ Manusear adequadamente

▪ Observar alterações físicas

▪ Observar alterações de comportamento

▪ Lidar com comportamentos compulsivos e evitar ferimentos

▪ Controlar armazenamento, horário e ingestão de medicamentos em domicílios

▪ Acompanhar a pessoa idosa em consultas e atendimentos médico-hospitalares

▪ Relatar a orientação médica aos responsáveis

▪ Seguir a orientação médica


E – CUIDAR DO AMBIENTE DOMICILIAR E INSTITUCIONAL

▪ Cuidar dos afazeres domésticos (Obs: conforme as particularidades de cada casa e sem prejudicar os cuidados da vida diária)

▪ Manter o ambiente organizado e limpo

▪ Recomendar adequação ambiental

▪ Prevenir acidentes

▪ Fazer compras para casa e para a pessoa idosa

▪ Administrar o dinheiro recebido (per-capita)

▪ Cuidar da roupa e objetos pessoais da pessoa idosa

▪ Preparar leito de acordo com as necessidades da pessoa idosa


F – INCENTIVAR A CULTURA E EDUCAÇÃO

▪ Estimular o gosto pela música, dança e esporte

▪ Selecionar jornais, livros e revistas de acordo com a idade

▪ Ler histórias, textos e jornais para a pessoa idosa


G – ACOMPANHAR EM PASSEIOS, VIAGENS E FÉRIAS

▪ Planejar passeios

▪ Listar objetos de viagem

▪ Arrumar a bagagem

▪ Preparar a mala de remédios

▪ Preparar documentos e lista de telefones úteis

▪ Preparar alimentação da viagem com antecedência

▪ Acondicionar alimentação para atividades externas

▪ Acompanhar a pessoa idosa em atividades sociais, culturais, lazer e religiosas

▪ Auxiliar nos preparativos de viagem

▪ Comunicar saída para atividades externas da pessoa aos responsáveis



Como competências pessoais do Cuidador, a CBO lista as seguintes:


1 - Demonstrar preparo físico

2 - Demonstrar capacidade de acolhimento

3 - Demonstrar capacidade de adaptação

4 - Demonstrar empatia

5 - Respeitar a privacidade da pessoa idosa

6 - Demonstrar paciência

7- Demonstrar capacidade de escuta

8 - Demonstrar capacidade de percepção

9 - Manter a calma em situações críticas

10 - Demonstrar discrição

11 - Demonstrar capacidade de tomar decisões

12 - Demonstrar capacidade de reconhecer limites pessoais

13 - Demonstrar criatividade

14 - Demonstrar capacidade de buscar informações e orientações técnicas

15 - Demonstrar iniciativa

16 - Demonstrar preparo emocional

17 - Transmitir valores a partir do próprio exemplo e pela fala

18 - Demonstrar capacidade de administrar o tempo

19 - Demonstrar honestidade



Responsável Técnica por este conteúdo:

Professora Yeda Duarte

Universidade de São Paulo